A Natureza

Junho 17, 2019 - Leave a Response

A transparência da natureza é o sopro de vida onde nada transpõe a sua força, nem iguala a sua beleza!

Quando Eu For Grande – Octogésimo Desejo

Junho 17, 2019 - Leave a Response

Quando eu for grande, quero ser o olhar de esperança no rosto triste de cada criança!

Quando eu for grande, quero ser o colar de camarinhas abraçando de doce maresia os delicados pescoços de meninas!

Quando eu for grande, quero ser o pião a rodar na pequena mão com a vibração do pueril coração!

Quando eu for grande, quero ser o sonho acordado ao teu peito encostado a contemplar o céu da palpitação do teu coração!

Quando eu for grande, quero ser o silêncio amadurecido beijando palavras contigo à sombra do canto de um pinheiro amigo!

Aerograma N.º 35 – Cintilações da Vida

Junho 16, 2019 - Leave a Response

Terra da Saudade, Dia de Ventura, Mês de Luz Duradoira, Ano de Esperança

Querida BB,

Não projetes vir agora atrás das tuas memórias do passe-vite de pega vermelha, destacando-se entre o prateado do trem de cozinha pendurados na espetaria da cozinha, ao qual as tuas roliças pernocas pareciam querer chegar, pedalando agitada e alegremente na imaginária bicicleta do teu desejo! 

A madrinha também não grita pela magricela filha,  que, por ser tão transparente e nada tagarela, nem reparava nela; até as suas sonoras gargalhadas baixaram o timbre e, pensa-se que talvez por magia, tenha recebido aulas de alegria, pois ao contrário do que acontecia, agora é uma simpatia!

E eu, querida BB, não sei se te diga: ” Não olhes para a minha cansada cara”, ou se te peça que leias nela um linda história de vida, contando-te histórias de encantar com constelações a conjugar o verbo amar numa roda de sorrisos com crianças a brincar, perfumando o dia-a-dia de pétalas rosadas a dançar!

Abraço de sol laranja, acenando-te antes de mergulhar no teu/ meu/ nosso mar!

Saudades tuas, B

A Urdidura do Tempo

Junho 16, 2019 - Leave a Response

A urdidura do tempo é destruir o instante de amor e afugentar as pétalas da alegria, esbanjando malícias verbais capazes de despertando a fúria de vendavais!

A Ignóbil Surdez

Junho 16, 2019 - Leave a Response

O que não vale a pena dizeres à ignóbil surdez da atualidade, regista-o sábia e subtilmente, e guarda-o para a posterioridade!

Estórias de Meninos – A Longínqua Prisão do Quico

Junho 9, 2019 - Leave a Response

No dia das eleições, o Quico, um homem honesto e de renome na sua profissão, recordava, antes de cumprir o seu dever cívico, que fora preso quando tinha sete anos.

Sorria e esfregava as mãos como quem acaricia uma saudosa página da história.

Contava que naquele tempo só havia dois guardas na nossa aldeia. O Quico e mais “gaiatos” da sua idade, alguns talvez já tivessem oito anos, andavam de calções e descalços, como lhes eram habitual, a apanhar amoras alegremente na enorme e única árvore existente no largo da praça, mesmo em frente à cadeia.

Ao mesmo tempo, saciavam-se, lambuzando-se, e… guardavam alguns frutos nas algibeiras.

Mas…

Naquele dia, apareceu um dos guardas, que prendeu os catorze meninos até ao final do dia, envergonhando-os com severos sermões, e assustando-os com terríveis ameaças.

Na cela, com uma janela de grades virada para a amoreira pública, alguns choravam, outros riam, temendo a “abada de porrada” que os esperaria em casa…

O Quico era o único que não temia passar lá a noite, pois tinha esperança que os guardas apanhassem algum desordeiro “com os copos”, e os retirasse da prisão, porque das duas celas existente, só uma era para os homens – a outra para mulheres -, e não iriam misturar a “gaiatagem” com gente grande.

” – Eu nunca mais me esqueci, nem apanhei mais amoras!” – repetia o Quico, sorrindo.

Sorriso do Dia – Acolher o Amor com Alegria

Junho 9, 2019 - Leave a Response

O sorriso do dia anuncia a paz de quem tudo faz e, mesmo sem nada esperar em troca, recebe a “demasia” da rejeição, enquanto sente a doce melodia marinha que para si canta com carícias de alegria!

A Ingratidão

Junho 9, 2019 - Leave a Response

A ingratidão é o penoso caminho do orgulhoso que cegamente vai encontro da solidão.

Os Trilhos da Amizade

Junho 5, 2019 - Leave a Response

Os trilhos da amizade são veios de verdade, passos de veludo no verde relvado, diálogos com asas poisados nos telhados, fontes de jardins com canteiros de sorrisos regados!

O Peso do Cansaço

Junho 5, 2019 - Leave a Response

O cansaço é um fardo que se larga em qualquer lado, magoando injustamente o inocente, e sendo por si próprio magoado – cuidado!