Archive for Junho, 2007

A Planta do Amor
Junho 26, 2007

Amor-Perfeito

O amor é uma planta delicada que pode:

– transformar-se num majestoso arbusto quando a terra é fértil e o(s) jardineiro(s) a tratam com carinho: regam-na com diálogo, podam-na com alegria, voltam-na para o sol da vida, defendem-na das pragas dos insectos venenosos, protegem-na das intempéries, providenciam e partilham o seu crescimento, respeitam o seu espaço e reconhecem e sorriem para as diferenças;

– mirrar, faminta, na aridez e no desencanto de um deserto.

O Sr. 85
Junho 26, 2007

O Sr. 85 continua o seu percurso em direcção à terra mãe que o chama e que afaga com mãos deformadas e escorregadias, semeando afectos e saudade.

Os salpicos das primeiras regas deixaram de ser grossos pingos de suor e transformaram-se em fiozinhos nublados que irritam os seus olhos.

Os seus passos são menos regulares, mas conduzem o seu corpo cada vez mais seco com determinação de vencedor.

Não fala, nem sorri, mas deixa adivinhar no pequeno saco que segura frouxamente um magro farnel, que partilhará com a natureza sentado à sombra de uma árvore na companhia das suas recordações, calmamente…

Ana Maria
Junho 23, 2007

O sorriso de todos os dias desta semana chama-se Ana Maria, expressão de distinta inteligência, boa educação, caloroso acolhimento, disponibilidade permanente, verdadeira justiça, delicada beleza, coração amplo como a planície alentejana que a viu nascer – parabéns, Amiga, e Obrigada!

As Nuvens
Junho 19, 2007

Mocho Sábio

Afasta-te das nuvens que cavalgam nas trevas, para que a sua nefasta sombra não te impeça de tirares as pedras do teu caminho.

Solidariedade
Junho 19, 2007

Um olhar triste que uma amiga estendeu como uma mão trémula e auxiliadora numa assembleia em que a presença de “poderosas” com pés de barro se enfeitavam com palavras, enquanto nos distanciávamos vestidas de prudência.

Salvar a Terra
Junho 5, 2007

Sol

Um olhar pela Terra no Dia Mundial do Ambiente

A Sr.ª D. Ecologia está muito zangada com os homens: grita, gesticula, chora, ensina e irrita-se, porque alguns não a conhecem, outros ignoram-na e a maioria não a respeita.

Entristece-se, porque a Terra está cada vez mais doente, por isso, quando ouviu falar no Dia Mundial do Ambiente, decidiu lançar um inquérito aos homens, na esperança de sensibilizá-los para os perigos que o planeta corre e responsabilizá-los pela salvação dos seres vivos e da sua própria vida.

O Sr. Sol espreitou entre as nuvens de fumo e conseguiu ler algumas perguntas:

a) Que tipo de desodorizante usas?

b) Deixas a água a correr, enquanto te ensaboas, lavas os dentes/legumes ou tomas duche?

c) Tomas duche ou banho de emersão?

d) Costumas deixar as luzes acesas?

e) Separas os “lixos” para reciclagem?

f) Preferes andar a pé / bicicleta ou de carro?

g) Utilizas mais o automóvel ou o transporte público?

h) Que tipo de combustível utilizas no teu carro?

i) Quais são os sacos que usas quando vais às compras? De pano/cesto, de plásticos, novos ou reutilizáveis?

j) Ligas a máquina da roupa quando tem a carga máxima?

l) Reutilizas o papel para rascunhos e fazes cópias nas duas faces?

m) Limpas as mãos a toalhas de tecido?

n) Sabes o que é:
– a camada de ozono?
– a chuva ácida?
– a desflorestação?
– o efeito de estufa?
– a poluição?
– o aquecimento global?

o) Queres ser sócio do Clube Salvar a Terra? Inscreve-te gratuitamente em qualquer ponto do planeta, num termo de responsabilidade pessoal, segue as regras de um por todos e todos por um planeta saudável e os lucros serão colectivos e benéficos para o mundo! Associa-te! A tua participação é urgente e indispensável! O presente e o futuro agradecem-te!

Indignidade
Junho 4, 2007

Idosos

Reconhecer que infringiu a lei por excesso de velocidade e gabar-se publicamente de continuar a fazê-lo, e ainda da forma influente como conseguiu ser ilibado do pagamento da multa é, de facto, vergonhoso para os cidadãos envolvidos e desprezível para quem tem de ouvir.

Ajudar
Junho 4, 2007

Dedo no Ar

Ajudar é:

– reconhecermo-nos como seres do universo;

– observarmos o mundo à nossa volta;

– partilharmos a dor/necessidade;

– agirmos: estender a mão; esboçar um sorriso; encorajar com palavras; dividir bens; limpar lágrimas;

– orarmos quando não alcançamos o próximo.

Vozes – Mar e Terra
Junho 4, 2007

Luz

Vozes
Fúria roufenha de ondas atirando-se contra a Pedra do Homem, arrastando consigo o tapete granulado da praia!

Alegria desgarrada de pássaros madrugadores camuflados na folhagem!

Canto imponente de galos arrogantes quase destituídos de despertadores!

Gargalhada atrevida de gaivotas sulcando o horizonte!

Silêncio do Homem adormecido ou simplemente recolhido no seu ninho!

Bom dia!

Obrigada, Amiga!
Junho 2, 2007

Uma voz linda questionando-me, preocupada, sobre os motivos da ausência da minha escrita – obrigada, amiga!