Archive for Dezembro, 2011

Os números de 2011
Dezembro 31, 2011

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2011 deste blog.

Aqui está um excerto:

Um electrico de São Francisco leva 60 pessoas. Este blog foi visitado cerca de 1.200 vezes em 2011. Se fosse um electrico, eram precisas 20 viagens para as transportar.

Clique aqui para ver o relatório completo

Ondas do Ser…
Dezembro 31, 2011

… agitam-se em ti inquietas de amor, espraiam-se tímidas na areia saudosa procurando-te com os olhos alvos do coração em todas as direções, espreguiçam-se sonhadoras aguardando o sol doirado, e… num estender de longos braços estreitam amorosas flores de espuma que percorrerrão o teu corpo gélido e trémulo de emoções!…

E… entrelaçados na dança escorregadias das algas penetrarão no seio da transparência do mar imenso musicado pelos clarins dos búzios, escondidos pelo sorridente luar !

Mãos Estendidas
Dezembro 31, 2011

O Banco Vazio,Esquecido, 2012

Mãos estendidas podem pedir uma esmola, mas muitas oferecem a abundância do coração, e perante a pobreza e a riqueza passam “transeuntes” indiferentes.

Salvar o o Mundo!…
Dezembro 31, 2011

Palmeira do Sol, 2011

“Não vou salvar o mundo!” – justificamo-nos!…

Salvar o complexo, desvastador e injusto mundo, que a insconstância ambiciosa do homem constrói e destrói paralelamente, é obra para Mãos Misericordiosas e Omnipotentes com as quais o Homem, independentemente da sua condição social, pode e deve colaborar de peito aberto, de passos decisivos, gratuita e solidariamente nas pequenas/grandes coisas, a começar por autoeducar-se: pedra sobre pedra, mão sobre mão, sorriso sobre a tristeza, pão sobre a fome, água sobre a sede, perdão sobre o erro, palavra sobre o silêncio, amor sobre a ferida!

Um Sorriso para além da Fotografia
Dezembro 13, 2011

Manto de Noiva, 2012

– Posso tirar-lhe uma fotografia? – perguntou-me a menina muito sorridente.

– Podes! – concordei surpreendida.

– Está gira! Quer ver? – comentou satisfeita, convidando-me a apreciar a sua obra.

– Mostra-me! – pedi-lhe retribuindo-lhe o sorriso.

– Esta nunca vou apagar! – afirmou a menina expressando alegria.

Sorrisos do Dia
Dezembro 13, 2011

Flores de Mãos no Céu, 2011

Sorrisos do dia são vitórias de todos os momentos em que tomamos nas nossas mãos as vicissitudes e as transformamos inteligente, compreensiva e amorosamente em flores perfumadas de doce carinho, coloridas de sorrisos dançando valsas de alegria!

“Ganhei” um Presente de Natal!…
Dezembro 11, 2011

Canto Mosqueiro, 2012

Sorriso do dia 8/12 – um deles!

O primeiro presente de Natal que “ganhei” este ano foi uma benção oferecida pelas mãos puras de duas meninas que decoraram a minha árvore com a doçura, o entusiasmo e a alegria que só as crianças sabem exprimir e tocar!

E eu … a “nana” (madrinha) que ainda tem coração de menina coloquei apenas uma estrela dourada, no topo, sobre uma bola vermelha e as “luzinhas” que elas aplaudiram com sorrisos cintilantes e lindamente coloridos!

Há noites…
Dezembro 11, 2011

Anoitecer na Baía, 2011

Há noites… em que confundimos o mergulhar profundo, mas breve, do sono com o cansaço, e só o percebemos quando antes de abrimos os olhos sentimos uma dor aguda no peito!

Ficar de Pé
Dezembro 11, 2011

Estar de Pé no Parque, 2012

Somos amavelmente convidados a entrar, a porta está aberta, mas todos os lugares estão ocupados!… Ficamos de pé!

Ficar de pé também tem as suas vantagens: vê-se tudo, circula-se, sorri-se e… até se ajuda ou pensa-se que sim, talvez por que gentilmente nos foi dado a entender, e… quando a nossa transparência se cansa da indiferença da fausta e alegre festança do anfitrião com todos os que estão privilegiada e confortavelmente instalados à sua volta em lugares por si designados, dá meia volta, sai dignamente pelo seu pé e continua a caminhada no meio da multidão que também anda e fica de pé!

Abraços
Dezembro 10, 2011

Mar do Norte Multicolorido, 2011

Os abraços abrem as portas e as janelas do ser para o mundo com sorrisos quentes de amor perfumados de ternura ecoando sinfonias de alegria – Bom Dia!