Archive for Janeiro, 2010

O Sr. Sabe-Tudo e a sua Fantasia
Janeiro 31, 2010

Praia Deserta, 2010

O Sr. Sabe-Tudo tem falta de vista: mira-se ao espelho pela manhã e auto-elogia-se; só olha para baixo e, por isso, enxerga exclusivamente o seu umbigo, imaginando-se a dar grandes passos no deserto do seu horizonte; persegue a sua sombra e acredita que o que está a ver não é disforme, mas poderoso, a sua real dimensão!

A Fada Traquina – 6.ª Página
Janeiro 20, 2010


Caros Visitantes,
Esta história é interactiva, por isso, podem – e devem – partilhá-la, completando-a com as vossas crianças. Espero que se divirtam!

“(…) Saíram as duas, mas a Mica continuava a olhar para trás.

Na rua, a Fada Traquina parou numa esplanada de um café e aproximou-se de algumas mesas onde havia pratos com imensos bolos, de fazerem crescer água na … Contou as pessoas que estavam sentadas, deixou nos pratos um bolo para cada uma, pegou nos restantes, colocou-os num saco, que fez com uma mesa vazia colocada ao contrário, segurou nas asas, que obteve unindo os pés da mesa dois a dois, como se fossem de plasticina, atravessou a rua e ofereceu-os a:

– um menino triste, que brincava com um pião;

– uma menina silenciosa, que fazia uma boneca com pauzinhos e vesti-a com folhinhas;

– uns velhinhos que contavam as histórias das suas vidas uns ao outros, sentados no banco do …;

– uma velhinha que tinha a carteira aberta e que só tinha lá dentro umas moedinhas pretas;

– uma criança que ia a chorar e a pedir colo à mãe, que levava um bebé ao colo. (…)”

(continua)

Troféus
Janeiro 20, 2010

O primeiro troféu das crianças haitianas é a sua própria vida; o que elas ostentam com sorrisos banhados em olhos tristes e assustados é um precioso pacote de bolachas!

Acordar e Estar Acordado
Janeiro 20, 2010

Há pessoas que acordam espontaneamente, muitas ao som do despertador, com ou sem música, outras vão despertando com carícias, algumas são vítimas de gestos bruscos: o abrir abrupto da janela, gritos, safanões, e existe ainda quem só abre os olhos quando cai da cama – ou do “trono” de areia – e bate com a cabeça no chão, mas mesmo assim, ainda não está acordado!

Semear e Colher
Janeiro 17, 2010

“Quem semeia colhe”, por isso, se ” (…) semeia bom grão, terá bom pão” e se “(..) semeia em Deus, espera e colhe”.

Mas “quem semeia espinhos não deve andar descalço”, se “(..) semeia má semente colhe novidade” e se “(…) semeia ventos colhe tempestades”.

Feliz é:
” Quem semeia virtudes colhe glórias”

E por que ” a melhor semente está na língua”, cuidado, pois: ” “palavra e pedra que se soltam não têm volta”!

Acorda, Estrela Adormecida!
Janeiro 17, 2010

A estrela da alegria portuguesa não sorri, porque continua prisioneira do sebastianismo, do filipismo, da inquisição, da guerra colonial, da escravatura, do terramoto, cantando o seu fado no meio dos destroços sociais, políticos e culturais “da grande desgraça” num sono profundo!

Falta-lhe o renascer da coragem de povo descobridor, a força para se erguer, a confiança para reconquistar o humor – pedir licença aos filmes de ontem, para colocá-lo nas novelas de hoje -, admirar a magnífica paisagem com que a natureza generosamente presenteou este país e usufruí-la, abrir o peito, libertar-se, reconciliar-se com a primavera da vida, sorrir e soltar gargalhadas!

Ser Gente Grande
Janeiro 16, 2010

DSCF0596.JPG

Sê trigo no meio do joio!

Sê seara no deserto do amor!

Sê ribeiro na sede da verdade!

Sê estrela na noite do egoísmo!

Sê mar no seio da fraqueza!

Sê alegria no luto da vida!

Sê pérola no coração do homem!

Sê palavra no silêncio do mudo!

Sê perdão na dureza da ofensa!

A Fada Traquina – 5.ª Página
Janeiro 16, 2010

Caros Visitantes,
Esta história é interactiva, por isso, podem – e devem – partilhá-la, completando-a com as vossas crianças. Espero que se divirtam!

“(…) Olhou para a caixa do dinheiro e transformou cada moeda em comida: …; …; …; …; …; …, e as notas em agasalhos: …; …; …; …; … e …
Pegou nas revistas de moda, apagou muitas páginas com o dedo húmido de saliva, e escreveu textos, poemas, cantigas, ilustrados com … e ainda um capítulo com números, contas e problemas.

A Fada Traquina dirigiu-se à D. Ana e às suas … e pediu-lhes para distribuírem os alimentos pelos … e os livros pelas …

A Mica estava estupefacta com as maravilhas da Fada Traquina.

– Mica, parece-me que aqui já ajudámos. Agora podemos ir para outro lado. (…)”

(continua)

Obrigada, Paizinho!
Janeiro 16, 2010

10/01/14

Querido Paizinho

Navego neste mar agitado na minha embarcação guiada pela sua bússola de amor orientando-me na rota, principalmente quando a tempestade assola, quer o chame pelo rádio do meu coração, quer o apelo ecoe pela minha voz entre soluços.

Alguns piratas perseguem-me com o seu olho tapado e tentam prender-me com chumbeiras, mas veloz como um peixe bravo, escapo-lhes, entrançada na minha Fé, Força e Coragem, dirigindo-me para as minhas pedras de pesca com as artes que Deus me deu e que paizinho e a vida me ensinaram a manusear.

Quando iço as redes e a pescaria é boa ofereço-a com alegres sorrisos, mas se só trazem cascas, safo-as, limpo-as e volto para o mar, noutra escala.

E os nossos golfinhos brincam à minha fente, colocam-se ao meu lado, protegem-me com a sua amorosa sabedoria e alegram a minha vida com suaves e profundas melodias.

Um dos Sorrisos do Dia
Janeiro 14, 2010

A desmarcação de uma reunião que se antevê não ser portadora de boas-novas originou uma explosão de sorrisos em diversos rostos e abriu o apetite para um alegre, merecido e suculento almoço!