Sorriso do Dia  – O Abraço da Madrugada

Um lençol de tule musicado envolve-me e atrasa os meus passos miudinhos, pisando o silêncio para beber as notas da sinfonia da madrugada:

– o pássaro risonho e gentil, que vem dar-me os bons-dias à minha janela, e o coro alvoraçado da sua orquestra, oculto na folhagem como uma criança tímida agarrada à saia da mãe, espreitando e sorrindo, desvendando-me desconcertantes refrões;

– o galo distante, o majestoso tenor do seu reino de penas, respondendo ao seu amigo Fiel, esperando, impaciente, pelos próximos desafios da desgarrada;

– as gaivotas robustas e atrevidas, namoriscando nos telhados baixos, e as solitárias exibindo as brancas ancas nas suas danças, e voos planados com rimas dos seus bicos a saltar;

– a voz do mar, ao fundo, sempre a acenar-me, a chamar-me, a convidar-me para as suas festas, rebolando-se na extensa areia, tocando nas guitarras das rochas com cordas de espuma;

– o abraço intenso e doce deste aveludado despertar, contemplando a ténue luz que cresce para o dia, o rosto sorridente da vida desenhado nas paredes brancas com flores renascidas nas sombras, a alegria de ser peregrina de tudo e de nada, e de aqui estar: a desfrutar, a partilhar, a amar, imensamente grata: por ser, por sentir, por existir!

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: