Archive for Fevereiro, 2019

O Canto do Perdão 
Fevereiro 25, 2019

O perdão é a alegria do canto da cotovia na amorosa dança da folhagem de cada dia, rumorejando paz para que a harmonia sorria!

Sorriso do Dia – A Poesia 
Fevereiro 25, 2019

O horizonte da poesia é o infinito abraço ao mundo no baloiço vivo da alegria, soletrando sorrisos nas sílabas, gotejando leques de espuma no dia-a-dia!

O Amigo-Confidente
Fevereiro 25, 2019

Pela discrição ou papagueio se revela ou não digno de confiança o amigo-confidente dos segredos do teu coração.

A Expressao na Conversação 
Fevereiro 25, 2019

Atento ou desinterassado à conversação lê-se de imediato nas linhas da expressão.

A Ditadura
Fevereiro 22, 2019

A ditadura é a obscura e cruel roedura de um falso deus por si idolatrado, o presente do inocente torturado, o fim anunciado de um feroz e devorador incêndio por si ateado!

A Justiça 
Fevereiro 22, 2019

A justiça é a revolução dos monstros com os anjos, aguardando o grito de quem tem razão!

As Mágoas
Fevereiro 22, 2019

Apaga as mágoas com papel mata-borrão quem canta o amor com o coração!

O Manto das Palavras
Fevereiro 22, 2019

As estrelas luminosas e as cicatrizes ruidosas, de dia contemplam e seguem os sonhos dos girassóis, e à noite encontram-se com as memórias nas ramagens do silêncio sob o manto das palavras: guardadas, ditas, escritas, lidas, ouvidas, esperadas, perdoados, não pronunciadas, nunca esquecidas!

Os Olhos do Espelho
Fevereiro 22, 2019

Os olhos do espelho mostram a nudez do rosto, o momento presente, o dia de sol, a noite sem lua, a alegria e o desgosto, a beleza profunda da renovada folhagem, suspensa de silêncio com a boca rubra de quentes beijos, e pétalas brancas de sorrisos do mês de Agosto!

O Poço 
Fevereiro 22, 2019

O poço não é o que posso, mas o reflexo do rosto com o eco do que não ouço, nem posso.