Archive for Dezembro, 2018

A Tristeza e a Pobreza
Dezembro 13, 2018

A tristeza é o olhar nublado por não ter um naco de pão na mão, nem guardado para pôr na mesa!

E…

A pobreza é um espaço vazio no lugar de um coração desconsertado!

Casa Vazia
Dezembro 13, 2018

Casa vazia é um rochoso portão por onde trepam duas distantes pessoas, sem um olhar, sem um sorriso guardado para pôr na mesa, sem o calor de mão na mão, estreitando-se com amor e firmeza!

A Essência da Árvore de Natal
Dezembro 13, 2018

O espírito do Natal – nascimento – reside na árvore do amor que habita em cada um de nós, do reconhecimento e da rega das suas raízes com a luz branca, do musicado cuidado que prestamos à sua folhagem, do perfume das flores de dela despontam, da fruta que deixamos que amadureça para deleite dos rebentos e de alguns sedentes com bons-dias de renovada primavera, clareando a escuridão invernosa, cobrindo as costas nuas e as cabeças escaldantes, para que a vida se refresque, a manhã robusteça, as pedras descalças e desabrigadas se abriguem nas arcadas, e as solitárias e soluçosos estações dos palácios curem as feridas, e renasçam!

Proteger e Manipular
Dezembro 13, 2018

Proteger é ensinar a caminhar, é ajudar a distinguir o trigo do joio, é respeitar o eu e o seu direito: de escolher, de errar, de ser diferente, de viver, de vencer!

Manipular é dominar, é magoar o outro com falsas supremacias, é desmotivar, é cortar as asas, é desrespeitar a liberdade: de cantar o amor, de chorar a dor, de sorrir, de construir, de ser feliz!

À Margem do Dia
Dezembro 13, 2018

À margem do dia soprava a ventania, desafiando a melodia da alegria no leque da saia rodada, atirando atrevidos assobios à beleza que descobria, acarinhando a infante gargalhada que aplaudia o encanto daquele momento de magia.

A Sorte e o Azarzinho
Dezembro 13, 2018

Há os que nunca tiveram sorte, mas persistem na luta e na conquista com um corajoso sorrisinho, e há… os “sortudos” que “tudo” têm, mas quando surge um “azarzinho”, é quanto basta para desesperarem e perderem o tino!

O Lugar das Memórias
Dezembro 13, 2018

As memórias do passado têm um lugar marcado no baú de cristal, secreto mar turquesa de constelações bordado, bosque-esmeralda de céu azulado com vibrações de letras nos lábios rubros de sorrisos rasgados, doçura do tempo aveludado num colar de girassóis guardado!

Sorriso do Dia – Manhã Clara
Dezembro 13, 2018

Sorri a manhã clara na luz do pensamento acordada, dançando a valsa nos braços da madrugada com os brados do vento na face molhada, espalhando cristais de paz para a consoada!

Uma Vénia de Princesa
Dezembro 13, 2018

Estendia-se, expondo-se à humidade do dia já ensonado, uma esguia e pálida mãozinha feminina pela janela de um automóvel, na extrema delicadeza de um gesto, que mais parecia uma vénia de princesa ao apressado condutor do carro encarnado, expressando-lhe com voz de menina:

“- Passe V. Ex.ª, faça favor…”

Mas… ao contrário do esperado…

O perturbado condutor… nada percebeu…

E…

Até o entardecer se surpreendeu, e… estremeceu…

Sorriso do Dia – O Caminhar dos Dedos
Dezembro 9, 2018

Caminham os dedos no aveludado jardim da poesia da vida, saboreando a jovialidade da radiosa primavera à beira-mar renascida, lambendo os lábios de mel molhados de maresia na secreta sintonia com o dia, beijando a doçura dos sorrisos com esferas azuis, abraçando as ondas floridas de alegria, rebolando-se nos cintilantes rochedos de búzios escondidos nos murmúrios da perfeita sinfonia!