A Perigosa Conjugação

“Querer é poder”, soletra sabiamente o povo para se convencer e as agruras e os obstáculos vencer!

Mas…

Tudo querer, privilegiando a própria vontade, não deixa ver a existência do outro ser, não proporciona o discernimento para escolher, nem faz crescer quem na confusão da perigosa conjugação do eu, tropeça na sua tirania, caindo no isolamento, não semeia o bem nos canteiros férteis e… cansado de si, sem saber e “sem querer” se deixa desfalecer e adormecer!

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: