“- Olha! A Mulher das Farturas!”

“- Olha a mulher das farturas!” – gritou com alegria a senhora de meia idade um cuja cabeça já despontavam flocos de neve, espreitando para as calças de ganga.

“- Sou eu, pois!” – retorquiu a serena senhora sentada na sala, enquanto aguardava s sua chamada para a demorada consulta.

“- Conheço-a há muitos anos! E tem três netos! Em cada “fêra” aparecia uma delas grávida! ” – prosseguia a admiradora da senhora das farturas.

“- É verdade! E já passaram dezasseis anos! Os (…) já têm dezasseis anos . – respondeu expedita a babada avó! 

“- Nunca compro farturas a mais ninguém! Tem tudo tão limpinho! E as batinhas todas branquinhas! Uma semana antes da “fêra”, era cá uma limpeza, que até parecia que iam estragar os alumínios todos! Um asseio digno de ser visto! “- descrevia a interlocutora.

“- Obrigada! Sempre ensinei a todos os meus como se fazia tudo! Quando um dia me for embora, só quero que continuem esta obra e, acima de tudo, que tratem bem toda a gente! Já temos tudo montado para a feira da primavera na terra onde trabalhei pela primeira vez. Aquela gente recebeu-me tão bem, mas tão bem, que os trago a todos no meu coração, e isto serviu-me de lição para a vida toda, e dos meus! – acrescentou a senhora das farturas eufórica, elogiando, sem saber a minha aldeia.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: