As Estórias da Tó – Os Mandados Esquecidos

A Tó conta que, ainda criança, ocupava-se a fazer mandados para uma senhora muito boa, comadre do seu pai, e dona de uma pequena taberna onde reinava o respeito, que o próprio marido impunha no regresso do seu labor na construção civil.

Todos os dias a menina tinha mandados para fazer e quanto mais distantes os estabelecimentos, mais divertida era para ela a repetida cantoria do que teria de trazer, a qual acompanhava com divertidos saltinhos e danças por ela inventadas, dando largas à sua criativa liberdade.

Mas…

Quando a Tó chegava à porta do estabelecimento do Sr. Primoroso, parava, silenciosa e pensativa, voltando à realidade quando ouvia a repetida observação:

” – Esqueceste-te outra vez! Diz lá, então, o que a “ti´” Delfina te mandou vir buscar!”

“- Esqueci-me, pois, Sr. Primoroso! Foi por repetir tantas vezes! A minha cabeça não se dá com estas coisas, como a comadre diz para eu fazer. Amanhã, ou mais logo, vejo calada! Mas… se não canto, como posso dançar para cá chegar?!…” – declarava, expedita, a menina, pedindo o que lhe ocorria.

E…

Ao regressar, a Tó apresentava o mandado, que não correspondia ao solicitado, mas que… “até faz jeito”, como dizia a “ti´” Delfina, sorrindo docemente!

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: