Gente Boa da Minha Aldeia – A Circulação da Carta

Muito feliz estava a octogenária, escondendo, espontaneamente muito menos idade, pela natural preservação da sua beleza e ligeireza no pensar, no falar e até no andar, apesar de se queixar de um joelho malandro, que custa a dobrar, apesar de surpreender o médico por de uma bengala fazer-se acompanhar – “Por que é que usa bengala se não precisa dela?!…”, ter-lhe-á perguntado o clínico muito pasmado!

Tê-lo-á esclarecido, mas não convencido!

Sorridente por só voltar à consulta de rotina daqui a um ano, saía feliz, por ter obtido a vitoriosa renovação da carta de condução, e do seu filho, companheiro de uma curta viagem, prestado a sua alegre aprovação!

Mas…

Se a linda senhora insistir em permanecer na sua casa, desfrutando do seu conforto, a maior parte do tempo no seu sofá muito bem refastelada, como entrará no seu carro e carregará nos pedais, se não se exercitar a andar a pé, para preservar a mobilidade, conseguir instalar-se no quatro rodas com a renovada carta pronta para orgulhosamente na estrada circular?!…

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: