Despedida

Que ninguém desista de si, embriagando-se perdidamente na escuridão do beco da solidão, negando o seu direito à essência da vida, pondo um ferrolho no coração!

Que ninguém caia no chão sem apanhar um bago de areia, transformando-o ali num colorido balão, erguendo-se trémula e vitoriosamente pelos seus cansados pés do chão!

Que ninguém diga adeus à vida sem a ténue despedida, olhando para a barcaça da esperança acenando-lhe no vaivém da ondulação, sentindo o calor de uma mão na sua mão!

Até ao paraíso, Meu Amigo-Irmão!

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: