A Menina Azul e o Segredo de um Senhor

A Menina Azul sabia um segredo de um senhor, que o havia deixado cair da boca como se fosse uma grande cereja com um grande caroço, que o estivesse a engasgar, mas por que fora num momento de aflição, cogitava para si, ele nunca mais se lembraria, nem ela falara, nem falaria sobre tal.

Mas…

Sempre que observava o tal senhor, que via ir envelhecendo, ficava cada vez com mais pena de não ter uma varinha mágica ou até de pedir um milagre, se ainda fosse a tempo, por causa da sua saúde e da idade, para que ele pudesse fazer o que mais gostava e melhor sabia, e que de maior felicidade o enchia!

Quando o tal senhor não sorria, ou não punha humor no que sabiamente dizia, a Menina Azul olhava para ele e com a voz do seu coração dirigia-lhe palavras de doce silêncio, desejando que magicamente fizessem eco, repassando-o de paz:

– Não fique triste! Não são de mármore as suas palavras, não vê o mundo do avesso, e ensina tanto e faz tão bem com o seu ar de menino travesso!

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: