Histórias de Fantoches – As Aguarelas do Júlio, 5.ª Página

No terceiro dia, as aguarelas do Júlio já se sentiam cansadas, mas continuaram a pincelar e a colorir o mundo:

– preparam os transportes públicos para receberem todos os passageiros, principalmente: os velhinhos, as crianças e os deficientes, e pintaram-nos: de ondas do mar turquesa e azul-escuro; de palhaços risonhos e narizes rubros; de pirilampos mágicos; de pinguins-mestres-escola; de piões a brincar com balões; de fadas com gatinhas muito sisudas; de príncipes e princesas encantadas; de jardins com escorregas e baloiços; de macacos a fazer os trabalhos da escola e de meninos e meninas a jogar à bola;

– limparam os filtros de todas as chaminés das fábricas e mudaram a as suas cores de cinzento para vermelho;

– ampliaram e criaram espaços verdes nos pátios das escolas e dos hospitais com: bancos e sacos para o lixo ao lado; zonas de passeios e de corridas; máquinas para fazer exercício físico; barraquinhas com doces e sumos sem açúcar; bibliotecas itinerantes.

– instalaram os sem abrigo em casas feitas de alvenaria, com telhados encarniçados, janelas decoradas com: heras; flores azuis e amarelas; canteiros com ervas aromáticas; árvores de fruta, bebés;

– pintaram as casas dos velhinhos de branquinho com barrinhas azuis ou amarelas, janelas verdes, varandas enfeitadas com vasos e plantas variadas.

(continua)

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: