Empréstimos do Coração

Não dites palavras de amor a quem não as sabe dizer, porque não cabem no seu coração, não vá alguém desconhecido apaixonar-se por ti refletida(o) noutro ser, e um dia sofrer, ao descobrir que não são de veludo os versos do seu poema de amor, nem de mel os seus lábios docemente salgados, nem tecido de brocado o silêncio de papel que, ilusoriamente, tem a seu lado!

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: