Mães de Braços Vazios

Era o Dia da Mãe!

Era o Dia da Mãe-Homenagem, festejando a vida!

Era o Dia da Mãe-Saudade, chorando a despedida!

Era o Dia da Mãe-Sonho, suspirando gerar a vida!

Era o Dia da Mãe-Coração, abraçando o filho-dádiva!

Era o Dia da Mãe-Soluço, embalando a memória vivida!

É para ti, Mãe-Sozinha, Mãe-Esquecida, Mãe-Desassossego, Mãe-Amiga, Mãe-Desconhecida que trago todos os dias estas flores no meu coração, bailando na transparência do teu mar de amor, sussurrando canções de embalar no silêncio que é só teu e que faz eco no Céu!

Abraço meu, secreto, plácido, transparente, mudo, instante de mar por ti desconhecido, aspirando a ser carícia de brisa, sentida!

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: