A Menina Azul – Olhar e Ouvir na Cidade Grande

Ouvi, fora do bulício da cidade grande, num magnífico edifício onde há anos comprava, na cave, livros por si editados, se respira a cultura e se tem acesso a exposições e concertos, emoldurado por um lindo e aprazível jardim percorrido por uns pequenos regatos, cantando a magia dos seus escorregas, deslizando entre pedras escorregadias e brilhantes, como os engraxados sapatos de alguns homens vestidos de senhores, uma informação a um visitante de que pagaria menos no ingresso do que o seu jovem acompanhante, citando os seus anos, e percebi, aliviada, por não precisar de desculpar-me com a minha carteira pouco pesada, que… afinal, ainda não tinha idade para a tal entrada…

Vi, na cidade grande, no lindo e aprazível jardim dos regatos cantantes, uma senhora, desrespeitando a sua privacidade, debruçar-se para tirar-lhes uma fotografia, e deixar cair os óculos de sol da gola da camisola, com os quais a água brincava, e que ela, aflita, quase não os apanhava…

E…

Vi, tristemente, sem poder fazer nada, uma farta e muito morena “ama” com uma amostra de bata axadrezada, de orgulhosos joelhos rotos, muito bem sentada, falando ao telemóvel, indiferente a um bebé bem branquinho, lourinho e de olhos clarinhos, fechando-os, coçando-os, agitando-se, caladinho, mas muito aflito, sem poder, nem saber defender-se dos repentinos e intensos raios de sol tão prejudiciais para a sua saúde – cheguei a pensar nos pais, certamente tranquilos no seu trabalho, sem saberem a quem tinham confiado o seu filho…

Olhei para trás, e pensei que deveria acudir ao bebé, apesar de arriscar-me a alguma agressão; hesitei; dei dois passos em frente, voltei-me novamente e comecei a andar na sua direção, mas… havia um homem, de pé, falando com os orgulhosos joelhos rotos, fazendo sombra ao bebé…

Ouvi, um pouco mais à frente, chuva a segredar algo numas pétalas alaranjadas, depois gotas grossas a cair numas folhas grandes…

E…

Tranquilizei-me, acreditando que a criança estaria a ser dali empurrada…

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: