Sorriso do Dia – Um Beijo com Sabor a Milo

Um jovem pai, respirando cansaço de quem já repetira mais uma dia de uma longa viagem de ida e volta ao volante, saía com um sorriso do carro donde uma menina bochechuda, que já sabe andar, choramingava, chamando-o, outra tirava a pasta.

Cá fora, outra menina de invulgar beleza, retrato do pai, e pele de seda, bem de família, com certeza, beijava beijava a prima, madrinha do seu progenitor, e ficava pasmava com as considerações amorosas que tecia ao que desde sempre fora o seu primeiro menino.

Surgiu, já de regresso da pastelaria ali em frente, a menina mais velha, esbelta e de olhos claros como a mãe, com um saco de pálidos papo-secos, e também ela sorria!

Um fugaz, mas intenso encontro, uma despedida apressada, porque a noite caia e era hora dos banhos e de tratar da pequenada, um beijo terno de madrinha-afilhado, repassado de carinho e regado por um saudoso suspiro:

– Porque é que este beijo me sabe sempre ao Milo que a madrinha me preparava?!…

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: