O Procópio, o Pirolito e a Língua Acordada

Menino Desenhor

– Ó Procopoizito-amiguito, já começaste o texto relativo aos “resistentes” ao (des)Acordo Ortográfico.

-Já comecei, sim, Pirolitozito-amiguito. E…, curiosamente, à medida que ia escrevendo, sentia fluir memórias de professores que também foram escritores.

– E então, Procópio?

– Então… não resisti a condivá-los para participarem neste tema, solicitando-lhes um pensamento incentivador, um pequeno presente para enriquecer o meu trabalho.

– Boa, grande Procópio! O AO bem precisa de ser revisto e melhorado! Ainda bem que a Academia vai tomar conta deste caso, que anda por aí envolto em nevoeiro neste Portugal cheio de luz, atrapalhadito com o pôr e não pôr, com “a-corda” e o “acordai”! Ai! Ai! Que triste fado o desta língua tão bem fadada!

– Que inspirado, de penas azuis na “testa” levantada, Pirolitozito-amiguto!

– Obrigado, Procopiozito-amiguito! A ti o devo, mas também é verdade que… que…

– Que?!… Desembucha, Pirolito!

– É verdade, Procópio, que estou sempre com o olho em tudo o que lês e escreves, e… com a tua licença, e sem ela, até meto o meu bico negrito onde não sou chamado. Modéstia à parte, aprendo tudo bem e depressa.

– Sincero, Pirolitozinho-espertinho! Apreciei.

– Obrigado, Procópio-Amigo, meu mestre! Mas… olha! Quando estou à janela também ouço as crianças da sala de estudo a fazer correções em voz alta, à medida que vão escrevendo: “já não se usa o “c”, por exemplo, e os manos do segundo andar desafiam a família com o “gostamos” e o “gostámos”, em tempo verbal diferente, sobretudo na hora da sopa…

– Ah! Ah! Ah! Muito bem, Pirolito-detetive! Voltando aos escritores. Confessa a Matilde Rosa Araújo: “(…) a infância encontrou-me quando comecei a ensinar. Encontrou-me e continuou no deslumbrado acontecer das aulas (…)”

– Procópio, isso é que é a grande sensibilidade e o reconhecimento da professora Matilde!

– Concordo, Pirolito! E esta frase de… Adivinha: “Não me basta o professor honesto e cumpridor dos seus deveres; a sua norma é burocrática e vejo-o como pouco mais fazendo do que exercer a sua profissão; (…) e o que importa, no seu juízo final, não é a ideia que fazem dele os homens do tempo; o que verdadeiramente há-de pesar na balança é a pedra que lançou para os alicerces do futuro.”

– Hum! Deixa-me cá ver! É de um professor muito filosófico, digo eu, mas… preciso da tua ajuda, Procópio-mestre, se faz favor.

– Sem Favor, Pirolitozito. É com gosto que te digo o nome do seu autor: Agostinho da Silva.

– Obrigado, Procopiozito-amiguito. Eu trago sempre comigo uma frase de um professor. Queres ouvir?

– Quero pois, Pirolito!

– Presta atenção, Procópio, ao professor Bento de Jesus Caraça: “Se não receio o erro, é só porque estou sempre pronto a corrigi-lo.”

– Que sabichão, Pirolito!

– Eu, sabichão? Não Procópio, o professor.

– O mérito é do professor, sem dúvida! Mas… o meu amigo Pirolitozito é um sabichão, sim, pois deduzo que traz sempre aquele trunfo na mão.
A propósito… estou a recordar-me de um trunfo a que Albano Estrela alude: “Eu penso que um dos grandes trunfos de que o professor pode ter é justamente a imprevisibilidade.(…)

– Muito bem observado, Procópio-amigo! Toca a abrir caminhos! Como é que dizia aquele poeta no seu Diário de professor de Português?

– Sebastião da Gama. E dizia: “A aula de Português acontece”.
Pirolito, para completar o meu trabalho, do qual só tenho, por enquanto, pequenos retalhos, citarei: Mário Dionísio: “(…) Salta as barreiras por maiores que sejam.
Caminha por mais ásperos que sejam os caminhos
Corre, salta!
És a vida. (…)”

– Gosto muito, amigo e mestre Procópio. E o termo, como será?

– Estou a pensar, Pirolitozito, neste impulso do Sebastião da Gama: “- Partimos. Vamos. Somos”

– Muito fixe! E… Procopiozito, levamos o Acordo já (des)acordado!…

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: