A Petrinha e o Pedrinho – Frases que “Metem Espécie”

Meninos no carrinho

– Petrinha, Petrinha! Já não percebo nada do que ouço!

– Então, Pedrinho?!… Estás a brincar! Logo tu, que és tão perspicaz!

– Obrigado, Petrinha! Mas… não encontro sentido para umas frases que “me meteram espécie”. Queres ouvir?

– Quero, pois, Pedrinho! Só tenho pena que essa “espécie” não seja aquela delícia que a tia Tó faz para rechear os pastéis de Natal! Conta-me lá!

– Que gulosa, Petrinha! Também me apetecia, mas… diz-me lá se achas bem. “(…) ir visitar e confortar os presos “de fato”?!… Coitados! Até podem sentir-se mal! Mas… se alguns usassem fato, seriam só esses os visitados. E os outros?

– Ó Pedrinho, pode ser um advogado, daqueles que andam sempre de fato e de gravata!

– Não! Era uma conversa sobre ajudar as pessoas! Uma voz feminina com sotaque…

– Deixa-me pensar, Pedrinho!

– Pensa, pensa, Petrinha! Espera!

– Então, Pedrinho? Tens de decidir-te. Afinal penso ou espero agora, e penso depois?

– Desculpa, Petrinha, mas recordei-me de que era uma senhora brasileira quem estava a falar.

– Está tudo explicado, Pedrinho! A senhora disse: “de fato…”, mas em português de Portugal significaria: “de facto”. Menos uma “espécie”, certo?

– Ah! Ah! Ah! Certo, Petrinha! Obrigado!

– E a outra frase, Pedrinho?

– Essa ouvi na caixa do supermercado quando uma senhora estava a pedir uns bonecos; a empregada entregou-lhe uns saquinhos coloridos, e…

– Agradeceu com um: “Obrigado!”, em de de: “Obrigada!”, Pedrinho?

– Não, Petrinha! Respondeu, toda risonha: “Os meus netos vêm cá hoje; vão ficar doidos!” Ó Petrinha, achas bem que uma avó saiba que os netos vão ficar doidos, e vá dar-lhes os bonecos?!… Olha! Só existem: Os Direitos do Homem? E os da criança? Amanhã vou ligar para o Pediatra da Jojô e pergunto-lhe. Ele sabe tudo sobre crianças!

– Ó Pedrinho, hoje não te entendes com nossa língua! “Ficar doido” quer dizer ficar contentíssimo, explodir de alegria.

– Ó Petrinha, então por que é que aquela avó foi buscar uma palavra tão louca, que até magoa as crianças, em vez de dizer, por exemplo, que os netos iriam ficar “bués” de contentes?!…

– Pedrinho, concluo que este caso, continua a… “meter-te espécie”.

– Claro, Petrinha! Que espécie de avó é esta?

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: