A Compadecida Generosidade

espelho-de-nuvens-2016

Dizia, compadecida, uma chorosa senhora na hora da dolorosa despedida de sua mãe, dirigindo-se a uma familiar mais nova, de sereno rosto, de doces e reconfortantes palavras nos seus emocionados olhos de mel, por quem a órfã claramente revelava nutrir afeição e admiração:

” – És tão pequenina e tens uma cruz tão grande!”

A resposta foi o silêncio de uma suave e grata carícia sobre a generosa face rugosa!

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: