A Pobreza da Linguagem

Bruma do Tempo, 2014

A pobreza da linguagem não reside na supressão das letras, nem na sua junção, nem no aumento de vogais, nem na troca das consoantes, nem na conjugação regular dos verbos irregulares.

A pobreza da linguagem reside na expressão do coração, arrotando fétida maledicência, afirmando difamação, negando uma palavra, um gesto ou um ensinamento de mestre de escola, enchendo, na comum limitação humana, a sacola do mau aluno de aprendizagem de trazer sempre à mão com retalhos de saber, que fugiram à razão!

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: