Estórias de Meninas – A Didi, Mestra na Pronúncia das Palavras

Menina

O pai da Didi, o algarvio mais alto que chegara um dia de comboio à terra do Gama com a jovem esposa e três filhos, o mais novo de bibe, o Esu, muitos anos antes de ela ter nascido, era “um homem muito inteligente, com o dom da palavra”, não se cansaria a saudosa e idosa viúva de repetir, e um orgulhoso pai, principalmente da sua doce e simultaneamente vivaça menina, “a luz dos seus olhos”!

Quando a Didi o acompanhava para ir comprar qualquer coisa à “venda” (taberna) do Sr. Maurício, ainda este não era conhecido pelas suas famosas caldeiradas, apontava a sua menina como exemplo de bem-falante, corrigindo os homens ali presentes, que tratavam o dono do estabelecimento por: “Marício”!

Punha-se de cócoras, envolvia a sua menina com um mar de amor do seu olhar e acariciava-a com ternas ondinhas das suas palavras, perguntando-lhe como se chamava aquele Sr., ao que a Didi respondia expedita e claramente, surpreendendo os presentes:

” – Maurício!”

” – Aprendam com a minha menina, que ainda tão pequenina e está longe de chegar à escola, e já sabe falar melhor do que vocês; já vos ensina!” – concluía o pai, abraçando-a e beijando-a.

A menina ficava feliz com o carinho do pai, sorria e apertava-lhe a mão, indicando-lhe a porta com um discreto gesto dos seus finos cabelinhos!…

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: