A Minha Aldeia – A Pesca Artesanal

O Pescador, 2016

Na minha aldeia ainda se safa o aparelho, ainda se põe o isco, ainda se arruma sábia e harmoniosamente nos caixotes com arte que as mãos calejadas dos pescadores herdaram dos antepassados, ainda se navega sozinho numa “lancha”, empurrado por um motor, ao sabor da esperança e confiado na proteção da Padroeira…

Esta é a tela da vida real onde o calor “acala” e o frio adormece as mãos enregeladas, trémulas, cansadas entre relâmpados e trovoadas, e as sereias pintam imagens com baladas de flautas nas noites estreladas!…

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: