Gente Boa da Minha Aldeia – O Concerto

Barco Branco 8, 2012

Hoje pareceu-me reencontrar-te à esquina da Rua do Saco!…
Estavas vestido de preto!
O teu cabelo curto cintilava.
O teu sorriso despontava como o nascer do dia…

Aproximei-me; continuei a ver-te, mas… embrenhando-te na multidão atraído pela música, chamando-te do largo do poeta sadino…

Atravessaste a esplanada dos Reis dos Vasquinhos, distribuindo sorrisos e cumprimentos, certamente a pessoas da tua geração; talvez antigos colegas!

Ficaste a olhar à volta!

Facilmente obtinhas a imagem total da orquestra de sopro, sem precisares de estar de bico de pé, nem de subir para os murinhos-assentos!

Eram jovens, alguns de pouca idade, pré-adolescentes!

Carregaste o sobrolho para aquela menina mais alta e forte, que se apresentava de calções e chinelos de enfiar no dedo!

Não a achaste espampanante, não! Mas… a roupa não era adequada ao concerto…

“Será que numa semana de estágio ninguém a alertara para as particularidades do evento?” E… os pais não a orientaram?” – cogitavas.

“Que pena!” – dizia o teu olhar! “A miúda até está tão concentrada!”

Mas… quando o melhor e mais velho saxofonista, de catorze ou quinze anos, começou a tocar, acompanhaste-o, arrastado pela qualidade de execução, que silenciou os espectadores!

A exigência chama-se, no caso, em que o sobrolho não engana, é mais um requisito de qualidade, que envolve o evento.

Reparas que procuro alguém na banda.

Na verdade, descobri uma mão pequena e gorduchinha, e mudei de lugar para observar a minha afilhada!

Uma pequena e magrinha vocalista, também ela jovem, se bem que já seja finalista nesta escola, com cabelos roxos a partir das orelhas e uma franja matizada de vermelho, é acompanhada pela orquestra!

Ficas atento à sua voz e… visual!

Percebe-se que preferes a sua voz à de um colega que surge e que alterna a voz com a sua…

Diria que, a seguir, deixaste-te levar pela harmonía musical em que só os diversos sopros saltavam as muralhas do castelo!

Na outra ponta, faço-te sinais, mas… não me vês!
Queria tanto dizer-te para experimentares fechar os olhos por momentos para respirares a música…

Quase no final, fizeste uma expressão contrariada quando a vocalista foi interrompida na sua segunda participação por um grupo musical, à frente do qual se apresentava o pai do neto do teu saudoso amigo, de que herdou o nome.

Aqueles sons nada tinham a ver com os da orquestra de sopro, mas imprimiram outro ritmo…

Mas… tento, esboçaste um sorrisito, pois percebeste que… fazia parte do programa!
E… não te enganaste!
E… cogitavas:

“Esta gente está tão entusiasmada com o espetáculo, que nem parece sentir o ventinho frio…”

Apareceu outro maestro, de “fraque” branco, que só gesticulava, e que substitui o colega.

E…

Por instantes, os instrumentos de sopro articularam-se com os batuques e “ferrinhos” redondos, em “tabuleiros”, num estrondoso momento musical, que encerrou o espetáculo, e que também aplaudiste, se bem que talvez dispensasses esta intervenção!

Vi-te dirigir para a Capela da Misericórdia, onde se encontram as: feiras do livro e do disco…

Calculara que ficarias preso às letras e à música…

Talvez depois descesses as escadinhas regado de desgosto com o que as cerca, mas feliz por elas ainda existirem e guardarem segredos da juventude!

E… lá em baixo, por volta das 20:00 poderias desfrutar da atuação de um grupo mexicano.

Por mim… limitei-me a ouvir, de passagem, em direção a casa, uns mexicanitos que
se exibiam à porta “dos Correios”, suscitando danças em muita gente, pois não queria voltar à farmácia para comprar pastilhas para a minha sensível garganta…

Vim cogitando e arquitetando como teria sido se o FMM fosse do teu / nosso tempo!

E… dei por mim a sorrir, imaginando…

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: