Sorriso do Dia – Na Cidade Adormecida

Basílica da Estrela, 2013

Na cidade adormecida, florescem os versos de primavera, falam as fontes esquecidas, emergem as palavras cândidas e claras, abrem-se páginas em branco com perfumes de alegria, pupilam os corações…

E…

Quando a noite se despe, e amanhece, a brisa reconhece-te no poema da vida, emitindo a constância do ser renascido na harpa das ondas com pérolas de espuma nas mãos de algodão e carícia de sorriso dourado…

E…

Os versos voam com os venturosos verbos, viajando na vibrante voz do vento, vestidos de véus, vogando!…

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: