Sorriso do Dia – A Janela do Sorriso

Ondas de Janeiro, 2016

Abro a janela da madrugada iluminada por luas mudas e hirtas com os pés firmes na terra!

A voz enfurecida e rouca do mar entra atrevida e invade a casa com dolorosos gemidos, arrastando o pranto das ondas enrolado na tristeza da praia lusitana, deixando atrás de si o manto branco borbulhando sobre as pedrinhas indefesas!

As asas salgadas das gaivotas sacodem a maresia nos estendais dançantes com fantasmas de cabeça para baixo, e sobrevoam os telhados adormecidos, seus miradouros preferidos.

As pupilas douradas do farol iluminam o horizonte de mão dada com a nação, escrevendo com letras grandes do pulsar do seu coração o mapa da costa, acenando e gritando: “Cuidado! Por aí, não!”

Sorrio do meu pequeno terraço para o mundo e, num grito controlado, sussurro com alegria: Bom Dia, meu Alentejo! Bom Dia, Portugal! Bom Dia, Vida, Poema, Lágrima, Cantiga!

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: