O Tico e o Quico na Praia – 1.ª Página

Meninos na Praia

O Tico e o Quico, dois irmãos, estavam a brincar numa bela praia alentejana, de areia muito branquinha e fininha, de mar calmo e transparente, com uma linda e colorida baía à frente.

O mais pequenino, o Quico, tinha uma pá vermelha na mão, e escavava a areia, enchia o baldo vermelho, escavava, escavava, e ria-se para o irmão mais velho, o Tico, dizendo-lhe:

-Olha, mano, a minha mão e o meu braço já cabem no buraço!

– Já vi! Escava mais! Ouvi a avó dizer que havia uns caminhos secretos que iam dar à Ilha das Pesseguinhas! – respondeu o Tico.

– Mano, achas que chegamos lá?!… Essas pesseguinhas são meninas do nosso tamanho?!… – perguntou o Quico, curioso.

– Algumas hão de ser, Quico! Mas… já lá vi mais, das grandinhas, elegantes, enformadinhas, torneadinhas, cheias de curvinhas…

– Ó mano, como é que sabes isso?!.. Já lá foste, e não me levaste?!… Pensava que éramos amigos, Tico!

– Fui sozinho num bote, numa noite de luar, mas… não podes contar a ninguém! Ouviste, Quico?

– Está bem, grande descobridor de ilhas, mas levas-me lá, Tico!

– Ainda é cedo, miúdo! Há lá coisas que não podes ver, Quico, porque podes babar-te!

– Ó mano, não me digas que vendem lá doces e outras coisas daquelas que me fazem crescer água na boca?!… Agora é que não te largo, Tico, até que me leves à ilha dos doces.

– Fazem, pois, maninho! Oh! Se fazem! Nem queiras saber, Quico!

– Quero, pois! Conta lá, Tico! Já sou grande, não vês?!…

– Tens tempo para saber e aprender, Quico! Vá lá, continua a tua escavação, maninho!

– Ahhhh! Também têm lá escolas! Tico, mas… eu prefiro ser aluno das Sr.ªs professoras Estelanas, que são as melhores cá da terra! E… parece que na escola delas há caramujinhas fixes, todas de saias, mas… calhando na ilha faz mais vento, e…
Ó mano, e se essas pesseguinhas são tipo lapas e a gente nunca mais se vê livre delas?!…

– Mas.. isso é bom, Quico! Lapas não são “polvas”! Essas sim, são perigos!

– Pois são, Tico, por causa dos “tenta…óculos”, não é?

– Tenta, tenta, Quico! E…

– Olha para isto, Tico! A areia brilha tanto, que parece ouro!

– Sim, Quico! É o efeito do sol! E… o que é que te deu para fazeres essas construções na areia?!… Não disseste que ias construir um castelo de mouras encantadas?!… São pesseguinhas?!…

– Pesseguinhas, Tico?!… Não! Calhando são… sereias!

– Sereias, mano?!… E…. o rabo de peixe, Quico?!…. Essas têm as pernas à mostra.

– Pois, Tico! São sereias livres dos mistérios do mar! Deram à costa!

– Ahhhh! Muito bem, maninho! E… o castelo?!…

– Ora, já o faço, Tico! E… ponho lá as sereias!

– Fazes bem, Quico, são sereias encantadas em mouras!

– Olha, olha!…

(continua)

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: