Na Sala de Aula com a Vitória e o Vivaço no Dia Internacional da Mulher, 1.ª Página

Contos de Criança

Professora – Bom dia, Meninos! Hoje é dia 8 de Março, uma data muito importante internacionalmente. Quem gostaria de se pronunciar sobre ele?!…

Vivaço – É o dia da Sr.ª Professora!

Professora – Muito obrigada, Vivaço! Mas… não é o meu aniversário. O dia é mais abrangente!

Vivaço – É sim, Sr.ª Professora! Abrange, com a sua licença, tudo o que é saia ou calça feminina, conforme o gosto, sem diferença de idade!
Há bocado, quando fui perguntar à D. Portela se tinha pirolitos para eu oferecer às meninas e à Sr.ª Professora, claro, a Bela vinha à minha frente e o vento fez-me o favor de…

Professora – Tino na língua, Vivaço! Respeitinho! És muito educado, mas… gostas muito de apreciar certas belezas, e… excedes-te!

Vivaço – Euuu, Sr.ª Professora?!… Desculpe, mas sou tão bem comportadinho! E não tenho culpa de ter um belos olhos e… boas vistas!

Professora – Então, Vivaço?!…

Vivaço – Então, Sr.ª Professora, tive a oportunidade de admirar a natureza!

Professora – A natureza é o mar, este mar maravilhoso que avistamos!

Vivaço – Pois é, Sr.ª Professora! A natureza é uma grande tentadora! Eu até gostaria de ser um grande navegador!… Mas… o vento é um bom amigo do homem! Até lhe mostra a beleza da natureza!

Professora – Mostra, mostra! Mas, esta aula não é sobre Geografia!… Voltemos à comemoração deste Dia Internacional!

Vivaço – Ó Sr.ª Professora, eu gosto muito de História, mas as Ciências também têm muito para ensinar, e podem articular-se com a Química!

Professora – Muito bem, Vivaço! Mas Essas disciplinas são as que o meu irmão vos ensina!

Vivaço – Eu vi, logo, Sr.ª Professora! São disciplinas de homem! O Sr. Professor é a pessoa indicada para falar sobre o físico e a Química. Desculpe! Físico-Químicas!

Vitória – Sr.ª Professora, mas hoje não é o dia do Homem, mas da Mulher!

Professora – Muito bem, Vitória!

Vivaço – Eu já tinha dito, Senhora-Professora-Mulher! Até falei nos pirolitos que queria comprar para dar-lhe e às meninas, mas a D. Portela ainda tinha o lambedoiro ao lume; até cheirava a caramelo! E estava a fazer os cartuchinhos! Mas ainda tinha de ir comprar os palitos à mercearia do Sr. Beja, ali n´A Portugueza, disse-mo.

Professora – Que gentil e amável, Vivaço!

Vivaço – Sr.ª Professora, mas com a falta dos pirolitos, a Srª Professora podia deixar-me ir ali abaixo com a Bela, para apanharmos umas flores!

A Bela olhou para o Vivaço, disse-lhe sim com a cabecinha e sorriu! Ele piscou-lhe o olho, e a menina corou.

Vitória – Sr.ª Professora, posso dizer como nasceu O Dia Internacional da Mulher?

Professora – Podes, com certeza, Vitória!

Vitória – Em 1857, numa fábrica de Nova Iorque, as trabalhadoras fizeram greve.

Professora – Muito bem! Porquê?

Vivaço – Porque trabalhavam horas a mais, e…

Professora – As mulheres eram exploradas e este facto interferia na sua vida familiar!

Vivaço – E… ganhavam menos do que os homens! Mas a Sr.ª Professora deixa-me ir ali apanhar as tais flores com a Bela, s.f.f.?

(continua)

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: