As Brincadeiras da Nita e do Nito – O Pião de Mão em Mão

A Janela da Muralha

O Nito entrou apressado no castelo. Não trazia a bola debaixo do braço.

– Nito, então a bola?!… – perguntou a Nita muito admirada.

– Surpresa, Nita! Abre a tua mão para eu colocar este pião que está a girar na minha mão!

– Nito, mas isso faz cócegas! – disse a menina.

– Sim, Nita, mas tira os olhos do chão, e olha! Olha para a minha mão!… – pediu o amigo.

– Ohhhh! Nito! O teu pião é um lápis de cor pequenino, redondinho, e bué de gordinho, bué de fixe! – constatou a Nita com admiração.

– Pois é! E… sabes porquê, Nita?!… – perguntou o Nito.

– Não! Mas o bico do teu lápis-pião tem muitas cores!… Ohhhh! Nito, tens um arco-íris na tua mão! Que lindo! – exclamou a menina.

– Pois tenho, Nita! – confirmou o amigo.

– Ohhh! E às vezes até parece um mar transparente, e… uma ponte! Ohhhh! E… uma árvore!… E… Um cavalo branco, que ri e… tem asas! – gracejou a Nita.

– Olha lá, menina, eu não vejo nada disso! Devem ser coisas da tua imaginação, e não da minha mão! – declarou o Nito com cara de poucos amigos.

– Ó menino, não são nada! Eu vejo bué de bem! Põe lá o pião na minha mão e… depois olha, olha!… – desafiou a Nita.

– Então abre a tua mão, Nita! Abre! Vá lá! Agora encosta-a à minha… – retorquiu o menino.

– Au! Ohhh! Mas… é um jardim, cheios de sorrisos lindos a poisar na minha mão!… Que lindo! Gosto muito, Nito! Ohhh! E… o que é isto? – prosseguiu a Nita, olhando para o pião.

– Isso é um livro, Nita! Abre! Tem muitas histórias para te contar, e muitas páginas em branco para serem escritas!… – informou o Nito, despertando curiosidade na amiga.

– Ohhh! Que livro fantástico, Nito! – comentou a menina muito entusiasmada. Ohhh! Também tem páginas em branco com duas cores, azuis e cor-de-rosa!…

– Tem, pois, Nita! São páginas para serem escritas por ti e por mim! Queres experimentar? – explicou o Nito.

– Que giro, Nito! Quero pois! Podemos começar assim: Era uma vez um ribeirinho com água transparente a correr e… a cantar com uma voz tão fresquinha e…

– E… o ribeirinho canta mais alto quando diz… – adiantou o Nito.

– …nadem na abundância da alegria do pião-lápis-colorido a girar de uma para a outra mão, numa só mão amiga como o sol a acariciar o nascer do dia, e sorriam para esta vossa canção pintada de arco-íris de cada dia!

FIM

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: