Sorriso da Manhã com Sabor a Romã

Romãs de Sant´Iago

De manhã, a Violeta ficou a olhar para uma romã que o avô Virgílio tinha trazido do pomar.

Fértil de imaginação, pegou numa folha de amoreira que o irmão Vicente apanhara para alimentar os bichos-da-seda, que guardava na caixa das botas que o pai comprara no Natal – “Para andarem à vontade”, dizia -, e colocou a romã sobre aquela ao centro da mesa, que a mãe deixava diligentemente posta na véspera. Depois pegou no bloco de cozinha e na esferográfica, e começou a escrever:

Este é o meu sorriso, o primeiro do dia para as pessoas mais fantásticas da minha vida!

Olhei para esta romã e…

– A sua cor vermelho vivo levou-me até à águia do tio Vasquinho.

– Os tons esbatidos à timidez corada da minha querida irmã mais nova, tu, Viviana, e à atrapalhação do meu lindo irmão mais velho, tu, Vítinho, quando a Vitalina se despediu de ti, e te deu um inesperado e apressado beijo.

– O tom rubro às vitórias da família, que a avó Vitória não se cansa de relatar, em tantos momentos e em tantas áreas, mesmo quando o sangue lhe sobe, contrariado, à cara e… a leva a tomada de decisões, por causa de alguns comentários e interrupções!

– A coroa… bem… lembrou-me dois seres majestosos, os meus pais, Valentim e Valentina, mas de cabelo ao sol, para iluminar as ideias, e ao vento, para refrescá-las quando é preciso, tal como afirmam graciosa e alegremente!

E… quando abria a janela, dei por mim a cogitar…

Porquê esta atração matinal pelo vermelho, se gosto de pintar quase tudo de azul?!…

E… o vento perfumado de brisa marinha entrou na nossa cozinha sem ser convidado, acariciou-me e segredou-me:

– O vermelho do diligente!

– O vermelho do resoluto!

– O vermelho do vigoroso!

Já viram o vento a querer entrar comigo?!… Estou a ficar vermelha, porque… acho graça!

Mas… porque será que o povo junta doze bagos de romã aos dozes pinhões e às doze passas às doze badaladas na passagem de ano?!…

Diz ele na sua sábia simplicidade: “Dá sorte”!

E… por que os livros ensinam o mesmo, mas por outras palavras: é símbolo de prosperidade, que esta romã seja uma grinalda perfumada no sucesso de todos os vossos teus dias, especialmente dos complicados!…

E… que os seus e estes bagos sejam sorrisos multiplicados de alegria cantarolando aos vossos ouvidos hinos de: Bom Dia!

Bom pequeno almoço, família! “Voo”, porque o comboio não espera por mim, e hoje tenho teste ao primeiro tempo!

“Bêjos”

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: