Os Pés do Tempo

Os Pés dp Tempo, 2015

Olho para os meus pés, e sorrio!

Sorrio, sim!

Sorrio-lhes com carinho pelo fiel companheirismo nesta longa caminhada!

Sorrio, sim!

Sorrio-lhes com gratidão pela sua resistente sensibilidade a todo o terreno!

Sorrio, sim!

Sorrio-lhes com alegria pela disponibilidade permanente!

Sorrio, sim!

Sorrio-lhes com reconhecimento por me fazerem todas as vontades, e levarem-me aonde eu quero!

Sorrio, sim!

Sorrio-lhes com grata liberdade, retribuindo a que me concedem para além das suas dores, libertando-se delas para livremente cumprirmos as nossos objetivos!

E…

Dando-lhe a liberdade de se espreguiçarem, de caminharem nus e livres sorrio-lhes com as minhas mãos quando para, os poupo às agruras, e os visto e protejo, dizendo-lhes:

– Obrigado, amigos, por poder contar sempre convosco!

E eles sorriem, mexem os dedinhos e respondem-me:

– Vamos, Amigo!

E…

Olhando em frente, caminho como sou e sei, reconhecendo-me no tamanho e na firmeza dos meus passos!

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: