O Alentejo…

Leque do Mar do Norte, 2015

 

O Alentejo é o meu solo feito de mar imenso, manso e revolto!

O Alentejo é a onda, curvando-se para abraçar a praia lusitana!

O Alentejo é a força, a luta, a vitória, renascendo na planície!

O Alentejo é a doçura sussurrante e tímida do homem nu!

O Alentejo é a madrugada rejuvenescida, acordando a vida!

O Alentejo é o sol nascente com mãos de luz, amassando o pão!

O Alentejo é a geometria laranja, rubra, dourada, redonda, anelada!

O Alentejo é o farol embalador, pulsando com beijos suspirantes!

O Alentejo é a gaivota que voa, canta e assobia, acordando o dia!

O Alentejo é o cante arrastado, baloiçando-se na manhã estrelada!

O Alentejo é o capote da alegria e a bóina da maresia, o pátio da magia !

O Alentejo é a faina e a ceifa, a sede e o suor, o dia quente e a noite fria!

O Alentejo é a nuvem animada, a água salgada, o sorriso da haste ondulada!

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: