À Procura das Palavras

Palmeira Perdida

Faltam-me as palavras!

Aonde é que se meteram?!….

Olho à volta!

Abro o meu livro!

Palpo o dicionário da vida!

Bato à porta da minha memória!

Procuro! Procuro as palavras,  mas não as encontro!

– Há de haver alguma aqui!… – insisto, tocando com a minha mão no peito!

Eu sei que as guardei! E… eram tantas, e de tantas cores, formas, cheiros, sabores!

Hoje está difícil de abrir! Emperrou?!…

Mas, não era para abrir só com um “jeitinho”?!…

Hummmmm! Já está!

Uma pessoa precisa de muita persistência e força para alcançar o que quer!

O que seria de mim sem palavras, o rosto do meu “eu”?

Uma estátua?

Não! Uma praia, porque brincaria com as ondas e com as crianças na areia, falaria com algumas pessoas, ouviria palavras de amor dos apaixonados, mas também levaria com algumas bolas de jogadores desajeitados!…

Mas, não quero!

Eu sei o que quero!

Agora quero encontrar as minhas palavras!

Olha! Tenho aqui uma mão cheia delas!

Agora já posso expressar-me!

Fazer uma canção de amor com as as palavras eleitas pelo  meu coração!

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: