Gente Boa da Minha Adeia – O Elegante Casaco Vermelho

Quilha de Barco-reflexos, 2012

Era domingo!

Numa rua perpendicular àquela por onde seguia apressadamente, desfilou o elegante casaco vermelho.

Sorri!

A cabeça ligeiramente encaracolada e muito bem penteada, que o coroava, voltou-se quando o edifício da esquina se preparava para escondê-lo da minha vista.

Um sorriso enorme acompanhou um: “Bom Dia!” aberto, franco e alegre, que travara o passo do sapato preto, de peito do pé nu, e salto esguio e muito alto, num perfeito e gracioso equilíbrio de marcha-atrás!

Aproximei-me do casaco vermelho comprido, abotoado, de decote em bico, deixando-se abraçar por um fino cinto preto, marcando a elegância da cintura, mostrando acima do joelho o vestido preto e branco de flores gradas com pétalas amplamente definidas.

O elegante casaco vermelho dizia não se sentir muito bem, talvez por causa do estranho frio que assola a nossa costa, tão diferente dos “valentes temporais” que tiravam a respiração à gente da nossa aldeia, e que obrigava os pescadores a encalhar os barcos invernos inteiros!

Mas, o casaco vermelho rapidamente retomou o seu ritmado e firme rumo pela calçada, que a sua  elegante e simpática presença, despojada de vaidade, tornava numa distinta passarela.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: