As Solas do Coração

Dália

O perfume doce das uvas brancas e rubras evapora-se dos cachos debruçados sobre as dálias do quintal florido do ora agricultor-jardineiro-sapateiro, gotejando o néctar nos seus lamentos por não poder deleitar-se com o seu embriagador suco previamente engarrafado, devido aos rastos das intempéries, gastando-lhe as irreparáveis solas do coração ao longo do caminho.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: