Estórias de Meninos – O Cacinho Aguadeiro

Meninos

De madrugada, o Cacinho costumava ir com a mãe para a monda, lá para os Moinhos da Ribeira, a pé, percorrendo a linha do comboio, até aonde esta chegava, antes de se desviar para a terra vizinha, e depois atravessando os pinhais.

Levava sempre o almoço, o seu manjar preferido: arroz de batatas!

A mãe juntava-se às outras mulheres, e ele era o aguadeiro.

Todas as manhãs, o Cacinho pegava na “quarta”, e ia enchê-la de água à bica do lugarejo onde havia pouco mais de meia dúzia de casas.

Depois saciava a sede de toda a gente, já cansada e seca da caminhada para chegar ao local de trabalho, distribuindo púcaros de água, e voltava a encher a bilha de barro.

Nos momentos de pausa, o Cacinho dirigia-se a uma vala próxima do mar para apanhar enguias, mas… as malandras escorregavam-lhes entre os dedos!

Num dia em que já segurara duas ou três, e já sonhava com a alegria que daria ao pai com a sua pescaria, o capataz aproximou-se, porque as mulheres estavam com sede, e… as escorregadias presas voltaram ao seu habitat.

Assustado, o Cacinho fugiu, mas… retomou ao seu posto de aguadeiro, e desistiu de ser pescador de “erozes”.

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: