As Estórias do Esu – As Mãos do Mestre

Mestre

Foram estas mãos que seguraram as minhas quando me desequilibrava!

Foram estas mãos que me acariciaram com perfumes de amor salpicados de mar!

Foram estas mãos que me mostraram que o amor é a expansão ininterrupta do ser!

Foram estas mãos que chamaram os meus filhos, e lhes plantaram sorrisos do coraçanito!

Foram estas mãos que atravessaram tempestades, e limparam lágrimas em noites invernosas!

Foram estas mãos que safaram aparelhos, remendaram redes, fizeram “chumbicas”, e carregaram: peixe, moluscos e marisco!

Foram estas mãos que ofereceram ajuda a todos, puseram a mesa indiferenciadamente, emprestaram artes, e o dinheiro que havia em casa!

Foram estas mãos que ensinaram os sobrinhos nas artes marítimas, e os acolheram como um pai!

Foram estas mãos que tiveram à sua cabeceira mãos entrelaçadas de dor, as da sua pérola, e de alguém especial com o nome do seu pai!

Foram estas mãos que se despediram das nossas há dezassete anos, ainda madrugada nas nossas vidas, deixando-nos a flutuar no mar da saudade!

E…

Foi uma destas mãos que silenciosa, firme e corajosa agarrou a minha mão pela última vez com a força de uma rocha, que as vagas não derrubam, legando-me a melhor herança: o exemplo do meu grande mestre!

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: