Archive for Maio, 2013

A Flor do Dia
Maio 25, 2013

Flor do Dia

Colhe a flor do dia com sorrisos de criança, e lambuza-a de mil gestos de ternura!

Pegadas de Cristal com Sonhos!
Maio 25, 2013

Praia - areia

Nascem sulcos de cristais nos pés das crianças com pegadas de madrepérola, com canto de sereias encantadas, e com voos de esperança nas ondas, dançando de madrugada!

E… as crianças tecem histórias de fantasia, colhendo nas suas pequenas mãos grandes sonhos de:

– Bagos de areia transformados em pérolas;

– Chuva de cristais soltando-se em balões;

– Castelos de areia onde moram princesas guardadas por capitães ;

– Bolinhos de sonhos de pão!

–  Esferas de homens-mestres de mão dada, percorrendo o mundo!

E… a inocência e a natureza continuam a encher a praia da vida, e os olhos do coração e da imaginação de beleza, bordando-a com sonhos de cristal!

A Voz Luminosa do Sol
Maio 25, 2013

 

 

Sol Nascente

No despertar da dor, uma aceno do sol madrugador na parede amarela!

Abro as asas e voo ao seu encontro!

E… sinto o afago do seu doce abraço dourado entrelaçando-me, expandindo-se à minha volta!

E… escuto o sussurro do solitário silêncio:

– Recomeça! Despe-te da terna tristeza! Não deixes que nenhum dia anoiteça!

 

 

Um Banquete de Flores de Artifício
Maio 25, 2013

Flor de Artifício

 

Nos olhos nublados da despedida, tropeço no colorido zumbido das abelhas, banqueteando-se à mesa dos arbustos com flores de artifício.

Paro!

Aproximo-me!

Colho as imagens da festa, e elas levantam pequenos voos lambuzados, e regressam gulosas!

Voos no Céu e no Tempo
Maio 15, 2013

Nuvens rosa com asas, 2013

Voam nuvens cor-de-rosa nas asas das gaivotas, atravessando o véu azul em busca das estrelas adormecidas à sombra do vento em berços de  mães embaladoras com harpas nos dedos, ameigando a despedida do dia!

E… nascem esperanças nos pinheiros dançantes com baladas de fadas e varinhas douradas de madrugada!

E… canta a criança ao nascer do dia, sorrindo para tudo, trabalha o adulto todo o dia, querendo alcançar o mundo, e suspira o idoso ao cair do dia, cansado, à espera de nada!

Construtores da Vida
Maio 15, 2013

O Farol, 2013

Afortunados os que de folhas de papel amarrotado de tristeza e sofrimento fazem páginas de livros banhadas de doce mar salgado, de castelos destruídos constroem casas brancas com janelas azuis e cantos de pássaros, de soluços escondidos soltam sorrisos floridos de alegria!

E… felizardos os que têm a ventura de ser amados por ditosas pessoas cujo silêncio é uma chuva torrencial de carinhosa luz.

A Perspetiva e a Realidade.
Maio 13, 2013

Trilhar Caminhos da Vida, 2013

Perspetivamos o que desejamos ou tememos que aconteça, porque consciente ou inconscientemente sabemos que estamos a contribuir para a sua realização.

O Homem e a Mulher-Criança
Maio 13, 2013

Simbiose de Mar e Rochas, 2013

O homem-criança vê na esposa a mãe, a beleza eterna, o ser  perfeito, que o mima e lhe faz todas as suas vontades, o doce alimento da sua vida!

A mulher-criança encontra no esposo o pai igualmente perfeito, o seu protetor, a quem tem de agradar sempre, e de quem tudo espera, e  tudo recebe!

E… como todas as crianças vivem seguros, felizes, dependentes!

Os Voos das Pessoas-Pássaros-Prisioneiros
Maio 13, 2013

Recortes de Múrmúrios de Ondas, 2013

As pessoas verdadeiramente grandes não cabem nas exíguas gaiolas douradas das  suas lindas aldeias.

Sentem-se árvores prisioneiras num canteiro com as raízes fora da terra, buscando no ar, no sol e no luar o seu alimento.

São pássaros de primavera, pintando os dias outonais com alegres chilreios de coração de estio na liberdade dos voos dos seus sorrisos de criança, desenhando poemas no murmúrio das ondas!

O Coração e a Razão
Maio 12, 2013

A Voz da Música, 2013

Segue o teu coração e dá a mão à tua razão!