Archive for Dezembro, 2012

Coração de Fogo
Dezembro 29, 2012

Candeeiros Amarelos Alaranjados, 2012

O mel do teu coração é o fogo para atear a felicidade!

A Fragilidade Humana
Dezembro 29, 2012

Mantos de Espuma, 2012

A fragilidade humana devia ser revista todos os dias, para valorizarmos a riqueza da vida e abraçarmos o mundo, que parece tão grande, mas está ao nosso alcance em cada olhar, sentir, sorrir de cada pessoa!

As Secretas Cartas de Amor de Infantes
Dezembro 29, 2012

Contos de Criança

Os amigos balancinhas brincavam imenso, profícuos em criatividade, que a menina que gostava de comer bananas à macaco partilhava!

Mas, sobre o que eles gostavam mais de falar era das secretas cartas de amor para as meninas, sem, contudo, as darem a ler um ao outro!

A Fuga de Si Próprio
Dezembro 29, 2012

A Máquina Solitária, 2012

Quem foge de si , é perseguido até à eternidade!

Estórias de Meninas – A Menina que Nasceu Feliz!
Dezembro 29, 2012

Menina

A menina estava sentada na secretária da madrinha a fazer desenhos, e conversava, conversava!

Todas as pessoas que entravam no gabinete saudavam a menina bonita, faladora e muito simpática, e ficavam a ouvir as suas histórias, por exemplo de um lobo que à noite andava atrás das galinhas e de um pai herói que o afugentava!

A dado momento, a madrinha beijou ternamente a cabeça da menina e disse-lhe:

– Gosto muito de ti! Quando nasceste, fiquei tão feliz que trouxe uma garrafa de vinho do Porto para festejar com as minhas colegas!

A menina bonita, faladora e muito simpática sorriu e respondeu:

– Quando nasci, também estava muito feliz por ser uma menina!

Estórias de Meninos – O Saber Amar das Crianças
Dezembro 29, 2012

Meninos

Há meninos que mostram que sabem amar desde tenra idade quando, por exemplo, põem a redonda e pequena mesa branca para lanchar com a amiguinha do vestidinho branco, colocam desenhos de papel recortado de uma coelhinha e de um coelhinho brancos, copiados de uma história de encantar, ao centro, marcando o lugar de cada um em frente às cadeirinhas brancas que com um coração nas costas, antes de ela chegar para passarem a tarde a brincar e a sorrir!

O Perfume da Manhã
Dezembro 29, 2012

Sorriso Escondido, 2012

A flor do teu sorriso é o perfume da manhã, trazendo consigo a felicidade!

A Alegria da Partilha
Dezembro 29, 2012

Janela do Mundo, 2012

Quem muito dá tudo tem, a começar pela alegria da partilha!

Estórias de Meninos – A Mala de Sonhos do Léu
Dezembro 29, 2012

Meninos

O Léu, um rapaz alto de olhos esverdeados, de farta cabeleira lisa muito bem penteada e de nariz bem desenhado pelas mãos da natureza era o primogénito da família BS, nobre de sentimentos, rica de alegria e solidariedade!

Quando o Léu foi chamado a cumprir o serviço militar não tinha mala para levar os seus parcos, mas indispensáveis haveres!

Ágil no raciocínio, mais do que na desenvoltura, pois era um laborioso “calminhas”, oposto às suas cinco irmãs, principalmente a Tó e a Didi, as mais “despachadas”, ofereceu os seus préstimos a todos os pescadores que precisavam de erva de salema para isco, e percorria as pedras da costa à sua procura, prática que repetiria quando vinha a cada, para comprar a “passagem” na “carreira”!

Mas, os proveitos do seu trabalho eram insuficientes para comprar a mala de que ouvira a sua mãe falar com a comadre, a D. Fininha dona de uma taberna, a quem o Léu resolveu pedir trabalho de moço de recados ou o que fosse preciso, uma vez que o lucro do peixe que lhe davam na ribeira e que vendia a algumas senhoras juntamente com o da erva da salema era insuficiente.

De trabalho em trabalho, o Léu foi fazendo o seu mealheiro, e deitando o olho à mala de cartão, a mais pequena, que a mãe acabou por ajudá-lo a comprar com a boa vontade dos tostões juntos pelos seus irmãos.

Quando se apresentou no quartel, o Léu levava a sua mala de sonhos, que encheria anos mais tarde com a roupinha da sua filha, o mais belo sonho da sua vida!

O Eco da Palavra
Dezembro 29, 2012

A Voz do Sino, 2012

Palavra dada é mote de cantiga ecoando toda a vida!