Um Olhar Triste

Sol Poente com Gaivotas, 2011

O olhar triste daquela idosa mãe perdido no relvado do jardim, atravessando fronteiras em busca do filho que mudara de casa sem dar-lhe conhecimento nem participar-lhe o novo contacto, e o primeiro silêncio de tantas décadas no dia do seu aniversário, vestiram o seu rosto de choroso luto, que uma doce carícia de menina aliviou momentaneamente com um sorriso inocente.

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: