O Vento Solitário

O vento, lobo solitário à procura de um amigo, uivou toda a noite, batendo às portas, empurrando as janelas, arrefecendo os sem-abrigo, assustando as crianças, abanado os barcos, sacudindo os carros, soltando as telhas das casas dos pobres, equilibrando os bêbedos, defendendo os velhinhos da ira da chuva e continuou perdido quando o Sol acordou e lhe disse:
” – Bom dia!”
E fugiu assustado quando reparou no seu brilhante sorriso e o ouviu chamar-lhe:
” – Amigo, amigo!”

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: