Conversa Interurbana

Sorriso

Lisboa, 09/03/11

No autocarro, a atravessar a cidade aos soluços, ao entardecer, dois intelectuais, sentados de frente um para o outro, em amena conversa: um rosto conhecido marcado pelo maduro e sereno saber recolhido ao longo dos tempos, de peito aconchegado por um colete original com um fecho até ao pescoço; outro, desconhecido e com o entusiasmo dos anos verdes, desencostado.

Debruçados sobre a literatura nacional, que consideravam injustamente esquecida/desconhecida, citavam: Antero, Eça e outros, e respectivas obras e papéis sócio-culturais.

E o autocarro seguia suavemente pela curiosa Lisboa, à escuta…

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: